07 setembro 2008

Lar, doce lar...

"Não escrevo muito em casa. Preciso de outras condições e de outros lugares. Mas posso pensar, ouvir música, ler na cama e tomar apontamentos. Posso alimentar quatro amigos; e, pensando bem, é um sítio onde posso pendurar o chapéu."

Bruce Chatwin, Anatomia da Errância

3 comentários:

O Profeta disse...

Olhos brilhantes maré tardia
Cabelos rebeldes em desalinho
Pés descalços no, frio barro
Um berlinde atirado ao caminho

Um bando de alegres pardais
Ou um domador de tempestades
Apenas um pássaro charlatão
Dividindo o pão em metades


Bom domingo



Mágico beijo

TCHI de Tchivinguiro disse...

A nossa casa é sempre a nossa casa. Abrigo. Aconchego. Afecto. Família. "Doce Lar".

Beijinho.

Spectrum disse...

É bom voltar aqui. Como as palavras de Bruce Chatwin, é bom regressar a casa.
Bjs